Dialeto

            Segundo especialistas, o dialeto de Okinawa (uchinaguchi) possui a mesma origem da língua japonesa,  sendo que esta última sofreu mais modificações ao longo do tempo, enquanto que a língua de Okinawa manteve-se mais fiel às raízes.

            Mesmo dentro de Okinawa há vários subdialetos, que variam de acordo com cada região, geralmente o mais usado é o de Naha, atual capital de Okinawa.

Apesar da origem em comum, há várias palavras que são totalmente diferentes da língua japonesa, como por exemplo a palavra “cabeça” (atama, em japonês e tiburu, no dialeto de Okinawa).

            Após a Segunda Guerra Mundial, o uso do dialeto em Okinawa foi enfraquecendo, porém, nos dias atuais há um movimento que tenta preservar  a existência desta língua tipicamente okinawana.

            Em cada edição do Jornal Utiná Press, vários vocábulos são apresentados nas três línguas: português, japonês (nihongo) e dialeto de Okinawa (uchinaguchi), sendo seguidos, por vezes, explicações de seu uso, inexistente na língua portuguesa.


 

     
 

Copyright © 2014 Jornal Utiná Press

 
  Site Map